Rádio K-Pop Brasil: a rádio mais completa do Brasil

O melhor do K-Pop em uma única rádio: rádio K-Pop Brasil. Quer saber um pouquinho mais sobre a rádio? Confira a entrevista exclusiva abaixo com a Julia e Sthefany:

Qual foi a motivação para criarem a rádio?

É gostoso saber que um estilo musical tão bacana tenha crescido e esteja sendo reconhecido no país.

Julia: Quando tive a ideia de criar a rádio, estava com a Sthefany em uma pastelaria no horário do intervalo da faculdade e estávamos conversando sobre k-pop, até que em algum momento eu citei no meio do assunto sobre criar uma rádio online de K-Pop.

Eu e a Sthefany estávamos no penúltimo período da faculdade de Jornalismo e a Amanda no de Relações Públicas, e tínhamos projetos de conclusão de curso completamente diferentes já em andamento, mas conversamos com a professora de Rádio, Cândida Lemos, que super adorou a ideia e nos orientou.

Vocês receberam apoio no início?

Julia: No início a equipe era apenas formada por mim, Sthefany Toso e Amanda. Nós criamos a rádio e nos disponibilizamos para atualizar o site com notícias diárias e também manter a web rádio sempre atualizada com músicas novas e programação inédita.

Ainda no início entramos em contato com a Bangtan Brasil, que nos abraçou e realizou programas ao vivo aos domingos às 19 horas.

Também tivemos outras bases que trabalharam conosco, como a Shinee World e, atualmente, a Derp Monsta X.

Quais foram as principais dificuldades enfrentadas?

Fico maravilhada em saber que o gênero tem crescido tanto e que o Brasil tenha entrado na rota de shows de grupos de K-Pop.

Julia: Acredito que pra mim foi achar uma plataforma para manter a rádio online 24 horas com programas que pudessem ser programados, além de que pudesse ter programas ao vivo.

Sthefany: Para as outras meninas uma das dificuldades é conciliar o emprego com as tarefas que a rádio traz, como as atualizações diárias de notícias no site e gravação de programas, afinal, todo mundo chega a noite em casa querendo descansar do dia exaustivo no serviço e ainda tem que cuidar da rádio, o que requer muito tempo e atenção.

Qual estado escuta mais a rádio?

Julia: Nós temos muitos ouvintes no Brasil e fora também, mas a maior parte são de São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Fortaleza e Rio Grande do Sul.

O que vocês acham da expansão do K-Pop no Brasil? 

Julia: Quando conheci o K-Pop com Super Junior e logo em seguida Girls Generation, já sabia o sucesso que faziam na internet, mas não pensei que a expansão seria tão significativa e em tão pouco tempo.

É gostoso saber que um estilo musical tão bacana tenha crescido e esteja sendo reconhecido no país.

Sthefany: Conheci o K-Pop em 2015, mas não se falava muito sobre o assunto na televisão, tanto que eu nunca havia escutado sobre o assunto, e muito rapidamente se tornou um fenômeno mundial de uma forma incalculável.

Amanda: Meu primeiro contato com o K-Pop foi aos 14 anos, nos tradicionais eventos de anime em BH, onde fui apresentada a esse mundo de diversos sons, que abrange uma grande variedade de elementos audiovisuais.

Após essa época de descobertas, vivemos um fenômeno chamado “Gangnam style” onde a indústria do K-Pop viu uma brecha para a expansão do gênero, com isso cresceu o interesse e a curiosidade sobre o estilo de música.

E podemos perceber que, não só atualmente, como também há 4 anos atrás o Twitter é a rede social que mais une e expande informações sobre o K-Pop pelo mundo.

Fico maravilhada em saber que o gênero tem crescido tanto e ganhado tanta visibilidade no meio artístico e que o Brasil tenha entrado na rota de shows de grupos de K-Pop.

Continue lendo:

Sobre: Papo Coreira

Bate-Papo Coreia é um portal de conteúdo sobre a Coreia do Sul criado por Letícia e Filipe. Mineiros, casados, fundadores da Tihee, agência de Marketing Digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *